Biodigestor X Fossa Séptica: qual a melhor opção?

Hoje em dia ainda é possível encontrar regiões rurais, ou mais afastadas das grandes metrópoles, que não possuem saneamento básico para uma boa qualidade de vida. Nesses casos, os moradores recorrem às fossas sépticas e ao biodigestor como forma de instalação hidráulica em regiões sem esses serviços essenciais.

O saneamento básico pode ser entendido como o conjunto de serviços, sistemas e infraestruturas que têm o objetivo de garantir: o abastecimento de água potável, o tratamento do esgotamento sanitário, a limpeza urbana, o manejo de resíduos sólidos e a drenagem e o manejo das águas pluviais urbanas.

Todas essas medidas são essenciais para a saúde da população, já que a destinação inadequada dos esgotos e dejetos pode resultar no surgimento de uma série de problemas de saúde e doenças como, por exemplo, infecções gastrointestinais, leptospirose, cólera, febre tifóide e agravar epidemias de dengue, entre outras.

É muito comum que, durante a compra, surjam algumas dúvidas em relação às diferenças entre esses dois tipos de equipamentos e seus diferentes modelos. Afinal, qual dessas alternativas é a opção mais vantajosa: as fossas sépticas ou os biodigestores?

Neste artigo você vai encontrar mais informações sobre tópicos importantes, relacionados ao uso de equipamentos biodigestores e fossas sépticas como:

  • O que é e como funciona a fossa séptica;
  • O que é e como funciona um biodigestor; 
  • As vantagens da fossa séptica e do biodigestor;
  • Qual das duas opções é a mais vantajosa para você.

Ficou interessado nesse assunto? Então continue acompanhando a leitura!

Pesquise sobre o biodigestor e a fossa séptica antes da compra

A garantia de um sistema de saneamento básico é fundamental para a população, especialmente para garantir a qualidade dos recursos hídricos utilizados para consumo ou mesmo no segmento agrícola. Caso não seja possível realizar essa instalação de modo tradicional, a utilização do biodigestor e das fossas sépticas é fundamental.

Em resumo, os dois equipamentos possuem o mesmo objetivo: garantir o tratamento dos esgotos e detritos que são gerados no local onde estão instalados. Além disso, tanto as fossas quanto os biodigestores, quando instalados e manipulados adequadamente, garantem a melhoria na qualidade do solo e da água.

Antes de realizar a compra do equipamento, é essencial conhecer melhor sobre o funcionamento e as diferenças de cada um deles. Dessa forma, é possível escolher a opção mais adequada de acordo com as suas necessidades, considerando aspectos importantes como o local de instalação e o tipo de atividade realizada.

O que é fossa séptica e como ela funciona?

Durante muito tempo, as fossas sépticas foram consideradas as principais opções para quem desejava garantir o saneamento das redes de água e esgoto nas regiões que não possuem acesso ao sistema tradicional. Mas, com o surgimento do biodigestor esse equipamento acabou perdendo a preferência dos usuários.

As fossas sépticas são equipamentos que funcionam como uma espécie de estação primária de tratamento do esgoto doméstico. O objetivo principal é purificar a água utilizada nas residências e devolvê-la ao meio ambiente. Essa água pode chegar ao equipamento de diferentes formas:

  • Pelo ralo do banheiro;
  • Pelos vasos sanitários;
  • Pela pia da cozinha/banheiro.

Para instalar as fossas sépticas, é preciso que sejam feitas construções diretamente no local desejado. Por esse motivo, são mais trabalhosas do que os biodigestores. É preciso utilizar concreto ou alvenaria, o que demanda a compra e armazenamento do material.  Além disso, demanda pelo menos duas escavações para a instalação da fossa e do filtro anaeróbio. 

A manutenção e a limpeza do equipamento também podem ser citadas como exemplos dos problemas mais comuns em fossa sépticas. O equipamento, ao contrário do que acontece com o biodigestor, demanda a utilização de caminhões de limpa-fossa para realizar a remoção do lodo acumulado.

O que é biodigestor e como ele funciona?

O biodigestor é um equipamento que oferece muitas vantagens aos usuários, especialmente em regiões onde não é possível utilizar as redes tradicionais de tratamento de esgoto doméstico. 

Em comparação com as fossas sépticas, por exemplo, o produto já possui um filtro acoplado e não necessita de duas escavações. Além disso, é feito de polietileno de alta densidade, não sendo necessário alvenaria ou concreto ao seu redor, o que reduz o consumo de material e o tempo de instalação, que pode ser concluída em 1 dia.

De modo geral, os principais benefícios oferecidos por esse sistema de tratamento da água do esgoto são:

  • Reaproveitamento da água do esgoto;
  • Fácil sistema de limpeza e manutenção;
  • Previne a contaminação do solo no local.

O biodigestor possui um método alternativo e mais eficiente para o tratamento da água do esgoto doméstico. A estrutura desse produto possui um formato que impede que ele seja deformado quando estiver enterrado no solo, logo após a instalação do equipamento no local desejado.

O design do equipamento foi pensado e desenhado para facilitar o processo de tratamento do esgoto. A parte inferior, por exemplo, possui um formato cônico e circular, que é ideal para realizar a separação do lodo que fica acumulado no fundo da estrutura.

Além disso, esse formato possibilita que a água e os sólidos em suspensão fiquem na parte superior da estrutura. Ao passarem pelo filtro anaeróbio, são convertidos em material de irrigação subterrânea que pode ser utilizado em jardins. 

Outra vantagem importante é a fácil eliminação do lodo acumulado, por meio de uma válvula de tubo de extração, o que elimina a necessidade de outros tipos de bombas que sejam difíceis de utilizar. O lodo extraído durante o processo é convertido em uma camada de pó, que também pode ser uma excelente fonte de adubo para o jardim.

Afinal, qual é a melhor opção?

Antes de qualquer coisa, é preciso lembrar que todas as etapas que envolvem o tratamento e a recuperação da água e dos esgotos devem ser realizadas de forma adequada, para que seja possível promover um aumento na qualidade de vida dos usuários de forma sustentável e econômica.

Em geral, o equipamento biodigestor é considerado a melhor opção, já que apresenta um custo benefício menor e oferece uma alternativa sustentável de tratamento e devolução da água. Além disso, o equipamento possui uma tecnologia mais avançada, em comparação com as fossas sépticas.

De toda forma, é importante consultar a opinião de um serviço especializado, que possa indicar a opção mais adequada às suas necessidades.

Se você está procurando uma solução para o tratamento de esgoto e dejetos sólidos, é fundamental saber mais sobre os principais modelos de biodigestores que estão disponíveis no mercado. Por esse motivo, acesse agora o site da Hidráulica Tropeiro e conheça as melhores opções de biodigestor!

Powered by Rock Convert