Como Escolher a Caixa de Gordura Ideal

A caixa de gordura é uma das peças mais importantes em um sistema de esgoto, seja ele residencial, comercial ou industrial. Afinal, o dispositivo tem a função de filtrar a água que passa do ralo da pia pelo sistema retendo detritos sólidos que possam causar o entupimento do encanamento, prejudicando o escoamento da água.

Por essa razão, a escolha da caixa de filtragem de gordura é uma tarefa que exige alguns cuidados. Mas, você já se perguntou de qual forma é possível escolher a caixa de gordura ideal? Pensando nisso, neste artigo especial sobre o tema você vai entender melhor alguns aspectos importantes como:

  • Vantagens de instalar uma caixa de gordura;
  • Quais são os principais modelos disponíveis;
  • Como escolher o modelo de caixa mais adequado;
  • Quais são os cuidados recomendados para a manutenção da caixa.

Ficou interessado? Então, continue a leitura e entenda mais sobre o tema!

Como Funciona uma Caixa de Gordura

Antes de falar sobre a escolha do modelo ideal, é importante compreender um pouco mais sobre o funcionamento do dispositivo. De modo geral, a caixa de retenção de gordura funciona da seguinte forma: a peça normalmente fica localizada entre o ralo da pia e o cano que escoa os resíduos líquidos até a rede de coleta de esgoto ou fossa.

Durante a passagem da água, os elementos sólidos e gordurosos ficam retidos em um dos compartimentos da caixa, conhecido como sifão, ao mesmo tempo em que os líquidos seguem naturalmente para a rede coletora. Desse modo, é possível realizar o tratamento do esgoto de forma mais fácil.

Em resumo, é possível dizer que a caixa de gordura evita uma série de transtornos, mas caso não seja instalada ou mesmo em casos onde a peça não é limpa de forma adequada e periódica, a gordura que desce pela pia fica acumulada nas paredes dos encanamentos e, com o passar do tempo, acaba endurecendo e impedindo a passagem dos líquidos até o sistema de esgoto. O entupimento acaba resultando em:

  • Entupimento da pia;
  • Mau cheiro muito forte;
  • Vazamento pela tampa da caixa.

O volume da caixa varia de acordo com a necessidade do usuário, sendo que as redes de esgoto residenciais costumam produzir uma quantidade mais baixa de resíduos do que os estabelecimentos comerciais e as grandes indústrias. Nesses casos, o tamanho da caixa de gordura acaba sendo menor.

Além do volume, existem outros aspectos que devem ser considerados para que seja possível escolher a caixa de gordura ideal. Continue a leitura e conheça alguns dos fatores que podem ajudá-lo nesse processo.

Dicas Para Escolher Um Modelo de Caixa de Gordura

Um bom modelo, em geral, deve apresentar um cesto (de preferência removível para facilitar a limpeza) onde a gordura e os resíduos sólidos serão acumulados, e uma tampa 100% estanque, que tem a função de evitar vazamentos e o mau cheiro. O material utilizado para a fabricação da estrutura também é um ponto a ser considerado.

Basicamente, existem quatro tipos principais de caixa de gordura que podem ser fabricados em: alvenaria ou PVC. A alvenaria é uma mistura de pedras, tijolos ou blocos, enquanto o PVC consiste em um material plástico que é resistente à ação de fungos e bactérias e a maioria dos reagentes químicos, além de ser impermeável e resistente às intempéries como sol, chuva e vento.

O volume de produção de resíduos é o principal fator levado em conta para escolher o modelo ideal de caixa de gordura, como já foi dito anteriormente. Nesse aspecto, o mercado especializado pode disponibilizar:

  • Caixa de gordura pequena (normalmente de 18 litros);
  • Caixa de gordura simples (normalmente de 31 litros);
  • Caixa de gordura dupla (normalmente de 120 litros);
  • Caixa de gordura especial.

No caso das residências, a caixa de gordura pequena, que possui capacidade de retenção de 18 litros é uma das mais utilizadas. Para os estabelecimentos que possuem mais de uma cozinha, ou então que produzem um grande volume de detritos, como é o caso dos restaurantes, das grandes fábricas e indústrias, por exemplo, os modelos que possuem um tamanho maior acabam sendo a opção mais indicada. Em ambos os casos, é importante que você consulte um especialista no assunto.

Fique atento: para escolher uma caixa de gordura, o primeiro passo é identificar o perfil do local onde a peça será instalada, para definir o volume de dejetos produzido. Em seguida, você deve consultar um fabricante ou loja especializada para conhecer os modelos disponíveis e escolher qual deles melhor se adequa às suas necessidade.

Limpeza Garante a Eficiência do Produto

O processo de escolha do modelo de caixa de gordura é essencial para garantir a qualidade do produto. No entanto, nem mesmo o melhor dos modelos pode resistir à falta de limpeza e manutenção. A limpeza da caixa é indicada para promover a retirada da gordura e outros detritos, fazendo com que os resíduos líquidos possam escoar facilmente, evitando entupimentos e outros transtornos.

Atualmente, boa parte dos modelos de caixa de retenção de resíduos sólidos e gordurosos possui um sistema de limpeza fácil e prático, onde o próprio usuário consegue retirar o compartimento onde os rejeitos ficam acumulados, realizar a higienização e recolocar a peça de volta no local.

Procure Uma Loja Especializada

A fabricação da caixa de gordura também é essencial para garantir o bom funcionamento da peça. Por esse motivo, é essencial que procure uma loja especializada em peças e dispositivos para redes de esgoto e fossa.

É indicado que o usuário averigue a procedência dos materiais utilizados, bem como a reputação do fabricante no mercado. Da mesma forma, em uma loja especializada é possível encontrar uma equipe de atendimento que possui conhecimento técnico para orientar os clientes em relação a escolha do modelo ideal, a instalação do dispositivo e a manutenção e limpeza da caixa.

Caso você esteja em dúvida sobre a escolha de um modelo, visite as lojas Hidráulica Tropeiro e conheça as nossas melhores opções, ou então entre em contato para mais informações e esclarecimentos!

Powered by Rock Convert